POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

PASTOR TARADO, SERVO DO CAPETA, PRESO EM MATO GROSSO ACUSADO DE ABUSAR SEXUALMENTE DA FILHA E ENTEADA!


===========
UMA DAS MENINAS ABUSADAS REVELOU  que viu o pai pastor tendo relação sexual até com um cachorro!!!

============
Revelou ainda que o pai obrigava que ela beijasse seu pênis. Quando ela parava, ele dizia que continuasse senão ele iria lhe quebrar o pescoço!!!



Um pastor evangélico e deficiente visual (NA FOTO ACIMA, DA POLÍCIA CIVIL MT), 45 anos, foi preso pela Polícia Civil de Cáceres, acusado de abusar sexualmente da filha e da enteada, ambas de 12 anos. Ele deverá responder por estupro de vulnerável. A prisão ocorreu após a filha mais velha, 24 anos,  denunciar o caso. A moça, que é cantora na igreja, contou que estranhou o comportamento da irmã que, durante um final semana na casa da denunciante, acabou revelando que era abusada há cerca de 4 anos.

OS FATOS 

Foi encaminhado para a Cadeia Pública de Cáceres no final da tarde de sexta-feira, 3, o pastor evangélico Antonio Benevides da Silva, de 45 anos, que pregava na Igreja Pentecostal SOS-Socorro de Jesus, localizada nas proximidades da Prefeitura de Cáceres,  no Oeste de Mato Grosso.  Ele foi denunciado pela filha Elaine Félix da Silva, de 24 anos, casada e cantora da igreja. O pai é casado em segundas núpcias, e além de abusar da filha biológica de 12 anos, abusava também da enteada, da mesma idade.

Passando férias escolares na casa da irmã, a filha biológica, mesmo com muito medo, contou os fatos. Segundo a menina, o pai obrigava que ela beijasse seu pênis. Quando ela parava, ele dizia que continuasse senão ele iria lhe quebrar o pescoço. Os abusos aconteciam há quatro anos e ela não contava porque sofria constantes ameaças de morte. Ele passava o órgão genital pelo corpo da menina e quando havia penetração e sangramento, ele a fazia tomar banho. A menina contou à irmã que viu o pai tendo relação sexual até com um cachorro.

Assustada, a irmã mais velha procurou os membros da igreja e depois procurou o pai e a nova família. A enteada também confirmou os abusos.Então ela procurou a polícia.Segundo a denunciante, ela nunca foi abusada, mas na sua infância lembra que o pai abusou de uma colega sua e tentou abusar de uma prima.

Filha e enteada viviam na mesma casa. Aos policiais, elas relataram que os abusos eram praticados quando a mulher do pastor ia para igreja. A filha biológica revelou, ainda, que tinha medo do pai porque sofria ameaças de morte. De acordo com a delegada Elizabeth Garcia Reis, o pastor é um pedófilo contumaz, pois cometia os abusos ao mesmo tempo com as crianças.
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!