POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

EBDA implanta unidades de palma na microrregião de Senhor do Bonfim


Aproximadamente 170 famílias dos municípios de Antônio Gonçalves e Itiúba, localizados na microrregião de Senhor do Bonfim, foram beneficiadas com duas Unidades Técnicas Didáticas de Palma Adensada, implantadas pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola S.A.(EBDA), nas escolas de família agrícola dos municípios. A ação faz parte do Programa de Segurança Alimentar do Rebanho da Agricultura Familiar, desenvolvido pela empresa, que visa garantir alimentação para bovinos, caprinos e ovinos em tempos de estiagem.

As unidades de palma irão garantir que, aproximadamente 200 estudantes tenham acesso as técnicas de plantio adensado de palma. “Além de contribuir para a alimentação dos animais que sofrem com a seca, os alunos têm a possibilidade de aprender e de crescer”, disse o diretor da escola em Antônio Gonçalves, Adimilson Batista da Silva.

Segundo o gerente regional da EBDA em Senhor do Bonfim, Ailton Almeida, cada escola recebeu cinco mil mudas de palma, além dos insumos necessários para a implantação da unidade, como arame, madeira, carro de mão, enxadas e outros instrumentos de trabalho com a terra. A EBDA também disponibiliza técnicos que orientam os agricultores quanto a preparação do solo, o plantio e a colheita das mudas. “Os alunos aprendem a técnica para posteriormente serem multiplicadores delaem suas comunidades”, afirmou Ailton.

A técnica do plantio da palma forrageira de forma adensada (diminuição do espaço entre as mudas) é disseminada pelos técnicos da EBDA que prestam Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) a agricultores familiares de diversas regiões da Bahia. Através da implantação de 500 Unidades Técnicas Didáticas de Palma Adensada, capacitações, assistência técnica e distribuição de mudas de palmas resistentes à cochonilha do carmim, a EBDA está fomentando a implantação de reserva estratégica de alimentos para o rebanho da agricultura familiar, no semiárido baiano.

Até 2013, serão mais de 30 mil agricultores familiares, assentados de reforma agrária, integrantes de comunidades tradicionais de fundo de pasto, quilombolas e indígenas beneficiados com o Programa, em todo o Estado da Bahia.

Fonte: Assimp/EBDA
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!