POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

Prefeito de Quijingue converte parte do seu salário em cestas básicas


cestaBasicasQuijingue
Diferente do que habitualmente se ver em gestão pública, o atual prefeito de Quijingue – BA abriu mão de parte do salário e converteu valor em cestas básicas para famílias carentes.

No último domingo, dia 17 de fevereiro, o prefeito de Quijingue, Almirinho (PT), distribuiu pessoalmente várias cestas básicas a famílias carentes de diversas comunidades da cidade. Ao todo, Almirinho abriu mão de 5 mil reais do seu salário em benefício das pessoas mais necessitadas.
A decisão foi tomada pelo gestor Almirinho (PT), em discordância com o aumento nos salários do prefeito, vice-prefeito e secretários, aprovado em setembro de 2012 pela gestão passada.
cestaBasicasQuijingue_01
No dia 8 de janeiro deste ano, Almirinho encaminhou Projeto de Lei (PL) à Câmara, em caráter de urgência, solicitando a revogação da lei que autorizou o aumento do salário do prefeito de 12 mil para 20 mil; do vice de 6 mil para 15 mil e secretários de 3.100 para 5 mil.

Pela nova proposta apresentada pelo gestor atual,  o prefeito passará a receber 15 mil, vice-prefeito 7,5 mil e secretários 4 mil. “Eles aprovaram um valor exorbitante de salário para o prefeito achando que iam ganhar, uma total incoerência com a nossa realidade, município com um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano do país. Nada mais justo que destinar esta diferença para ajudar as pessoas, que são tão carentes, enquanto a alteração não é votada pelos vereadores, e escolhi o dia do meu aniversário para dar este presente e comemorar junto com o povo”, explicou Almirinho.
cestaBasicasQuijingue_02
Com a atitude do prefeito, mais de 80 famílias carentes estão sendo beneficiadas, como Roseni dos Santos, mãe de uma criança recém-nascida. “Foi maravilhoso, tenho que agradecer muito a Deus. Eu não esperava, chegou em boa hora”, comemorou a moradora da comunidade de Lagoa da Barra.

Enquanto muitos gestores de órgãos públicos só visam o dinheiro oriundo do cargo, Almirinho sabe que a realidade do município não condiz com os altos salários almejados por ocupantes das cadeiras de “prestígio” do poder público, os quais deveriam conhecer a realidade e a situação em que se encontram as pessoas que creditaram-lhes para representar e gerir os recursos públicos.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Quijingue
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!