Top Ad 728x90

ANUNCIE AQUI

TV ITIÚBA

14 de fevereiro de 2013

Quijingue: prefeito tem salário R$ 20 mil por mês, mas considera um escândalo

Almirinho (PT) solicitou à câmara, através de projeto de lei, a redução do valor exagerado do seu salário.


almirinho-2



O Prefeito de Quijingue, Almiro Costa Abreu Filho (PT), recebeu no mês de janeiro o que realmente se pode chamar de super salário, ou seja, superior aos dos governadores do Rio do Janeiro Sérgio Cabral, que recebeu R$ 18.318,00, do Piauí, Wilson Martins, que percebe mensalmente R$ 16.500,00 e do prefeito de Salvador, Antonio Carlos Magalhães Neto, que recebe por mês R$ 18.038,00. Almirinho recebeu perdeu apenas para Fernando Haddad (PT), prefeito de São Paulo, a maior cidade do País que recebeu R$ 24.117,00.

QUIJINGUE 2
Esse presente o petista que administra um município com menos de 30 mil habitantes, localizado no Território do Sisal, considerado um dos mais pobres do estado, recebeu dos vereadores que faziam parte do mandato anterior. Eles aprovaram na sessão realizada no dia 4 de setembro de 2012, pouco mais de um mês antes das eleições, o aumento de salário para prefeito, vice-prefeito, secretários e dos vereadores desta nova gestão.

Até dezembro de 2012, os vereadores recebiam mensalmente R$ 3.600,00 e passaram a receber seis mil reais a partir de janeiro, enquanto o salário de prefeito, que era de 12 mil reais, passou para 20 mil e o do vice-prefeito pulou de seis mil reais para 15 mil reais. Neste projeto também foi fixado o valor de R$ 5000 para secretários.

Almirinho(1)
O prefeito Almirinho disse ao CN que não gostou muito do presente e considerou um escândalo, tomando a iniciativa de enviar a Câmara o projeto de Lei n° 03/2013, que diminui os subsídios do prefeito, vice-prefeito e secretários, alterando a Lei n° 011 de 04 de setembro de 2012. Pela proposta, o prefeito passará a receber R$ 15.000, vice-prefeito R$ 7.500 e secretários R$ 4.000,00.


Segundo Almirinho, no mês de dezembro ele reembolsou ao município os R$ 5.000 que está propondo que seja diminuído do seu salário. Este reembolso aconteceu em forma de aquisição de cestas básicas para famílias carentes e em especial aquelas que mais estão sofrendo com a estiagem que castiga Quijingue.

Se o prefeito não tomasse esta decisão, os 11 vereadores juntos iriam custar aos cofres públicos do município, nos quatro anos de legislatura R$ 3.168.000,00 (Três milhões cento e sessenta e oito mil reais). Já o prefeito embolsaria durante os quatro anos de mandato a quantia de 960 mil reais de salários.

Os salários dos gestores municipais variam de cidade para cidade. Normalmente quanto maior o município, maior também é o salário, embora a casos em que prefeitos de cidades pequenas ganham mais do que colegas de municípios maiores e mais populosos.
Da Redação CN

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90