POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

Morre em Salvador, jovem serrinhense que sofria de obesidade mórbida



Francisco Araújo Silva Júnior,23 anos, que precisou ser transferido as presas na noite de segunda-feira,18, para o Hospital Roberto Santos em Salvador, depois de sofrer duas paradas cardíacas em sua residência no último sábado, morreu na tarde desta terça-feira (19). O jovem natural da cidade de Serrinha morreu às 17h17, segundo informação de familiares.
obeso transferido para salvador
Ele pesava quase 300 kg e sofreu duas paradas cardíacas em sua casa no último sábado,16.
Francisco pesava quase 300 quilos e estava internado em coma no Hospital Municipal de Serrinha (HMS). Ele era mantido no quarto de isolamento do hospital, com máscara de oxigênio, soro e sonda. Segundo a mãe Maria Aurizete, Francisco foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HGRS e o quadro de saúde dele se complicou no início da tarde.

Segundo os médicos, o estado de saúde do jovem era ainda pior porque ele ganhou mais peso. Francisco Júnior foi para o HGRS no dia 22 de novembro do ano passado. Ele saiu da UTI e foi transferido para um quarto do Hospital Roberto Santos no dia 3 de novembro.

De acordo com a assessoria de imprensa da unidade de saúde, o jovem já estava curado das infecções que apresentava quando deu entrada no hospital e, por isso, continuaria o tratamento contra obesidade em casa.


Além da obesidade, o jovem sofria da síndrome Prader-Willi, que gera apetite excessivo. No dia 30 de novembro, Osmário Salles, chefe do setor de endocrinologia do Hospital Geral Roberto Santos, disse que o jovem teria que colocar um balão intragástrico antes de ser submetido a uma cirurgia bariátrica, de redução de estômago. No entanto, por medo, familiares do jovem se recusaram a colocar o balão e pediram o seu retorno para casa.

A história – A mãe de Francisco, Maria Aurizete, conta que ele começou a engordar aos nove anos de idade. “Até aí era tudo normal. Ele começou a engordar como todas as crianças, mas aos 12 anos ele já era muito gordo, muito mais do que os colegas. Eu achei tudo isso estranho porque quando pequenino ele era muito magrinho, ninguém nem esperava vida nele. Ele não tinha força nem para puxar o leite”, disse.
obeso serrinha
De acordo com a mãe, o jovem já ficou internado por cinco anos em Salvador. “Aos 16 anos ele fraturou a perna direita, fez cirurgia e depois disso ele parou de mexer a perna. Ele anda de cadeira de rodas, mas é muito difícil sair com ele porque onde eu moro a rua não é asfaltada, então eu não tenho como sair”, revelou.

A mãe conta que não tinha condições financeiras para pagar o tratamento adequado para o filho. “Eu nunca abandonei ele. Eu não tenho dinheiro para poder arcar com esse tratamento. Eu vendo roupa que minha irmã faz. Eu recebo um auxílio porque minha outra filha tem problemas, ela tem depressão, mas eu não tenho dinheiro para comprar remédios e o município não dá”, afirmou.

Da Redação * informações PCS
http://www.calilanoticias.com

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!