ANUNCIE AQUI!

Governo da Bahia e municípios de Vera Cruz e Itaparica assinam termo para estudos urbanísticos para a área de influência da Ponte Salvador-Itaparica


O secretário de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, e os prefeitos Antônio Magno (Vera Cruz) e Raimundo da Hora (Itaparica) assinaram nesta quinta-feira (18), Termo de Cooperação Técnica para a realização de estudos essenciais para o desenvolvimento urbano da área de influência da Ponte Salvador-Itaparica, que integra o Sistema Viário Oeste (SVO). Também participaram da solenidade o secretário de Planejamento, José Sérgio Gabrielli, e a superintendente de Planejamento e Gestão Territorial da SEDUR, Graça Torreão, além de autoridades e representantes da sociedade civil organizada.

“A Ponte Salvador-Itaparica não se resume a uma grande obra física. É uma intervenção que visa, acima de tudo, o desenvolvimento socioeconômico de toda a região. Como toda obra do governo Wagner, o projeto está sendo discutido de forma participativa com diferentes públicos”, afirmou o secretário Cícero Monteiro.
O Sistema Viário do Oeste é um projeto que está sendo capitaneado pela Secretaria de Planejamento e abrirá uma rápida conexão de Salvador com o Recôncavo Baixo Sul e Oeste a partir de intervenções estruturantes. “A licitação já lançada e o Termo de Cooperação Técnica são a prova de que o projeto já está acontecendo. Estamos trabalhando para minimizar os impactos negativos e intensificar todas as consequências positivas”, pontuou o secretário Gabrielli.

Dialogo e parceria

O prefeito de Itaparica, Raimundo da Hora, destacou a importância da audiência pública que aconteceu no município, possibilitando com a comunidade o debate sobre os impactos do projeto. Já o prefeito de Vera Cruz, Antônio Magno, ressaltou como estratégica a parceria entre os municípios. “É um projeto de tamanha importância que Vera Cruz e Itaparica estão dialogando como um só. Estamos trilhando juntos essa caminhada”, declarou.

Entre os estudos previstos no Termo estão a revisão dos Planos Diretores Urbanos e a elaboração de Planos Urbanísticos municipais. O custo estimado dos estudos é de R$ 8 milhões, beneficiando diretamente mais de 58 mil habitantes dos dois municípios.


Juliana Montanha
Ascom/Sedur

Sedur Bahia
Share on Google Plus

About BLOG DO UDENILSON