Top Ad 728x90

ANUNCIE AQUI

TV ITIÚBA

5 de maio de 2013

Comunicação:Rádio comunitária em Madre de Deus será investigada em CPI

RADIO COMUNITÁRIA NÃO PODE TER CONTRATO COM CÂMARA MUNICIPAL OU PREFEITURA!!
A Rádio Madre FM, de Madre de Deus, será investigada por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que será aberta na próxima terça-feira (07) na Câmara de vereadores do município. O objetivo é investigar possíveis irregularidades em contratos de publicidade do Poder Executivo com a rádio, que, de acordo com os edis, está inscrita no Ministério das Comunicações como rádio comunitária e, portanto, não pode comercializar horário. O pedido de investigação foi feito pelos vereadores Antônio Carlos Soró (PCdoB), Daltro (PT), Jailton Polícia (PP), Kikito Tourinho (MD), Marden Lessa (PCdoB) e Pastor Melk (PSC), o que representa mais da metade da Casa, composta por 11 vereadores.

Para a coluna Raio Laser, do jornal Tribuna da Bahia, eles justificam que a rádio deixou de transmitir as sessões da Câmara, após o Tribunal de Contas do Município (TCM) ter determinado a suspensão da liberação de verbas para a emissora, pois se configurava ato ilegal. O vereador Marden Lessa ressalta que “a criação da CPI é um passo importante não só para preservar os direitos da comunidade de ouvir as sessões, mas também a integridade institucional dos poderes Executivo e Legislativo do município”. Ele ainda afirma ainda que os vereadores tentaram dialogar com a diretoria da rádio, que se negou a esclarecer os fatos.

PARA REFRESCAR: A RADIO COMUNITÁRIA ABELHA DOURADA FM TINHA CONTRATOS COM A PREFEITURA E A CÂMARA MUNICIPAL. ESSES CONTRATOS ENTRE O PODER PÚBLICO E A RÁDIO COMUNITÁRIA FOI ILEGAL! O MINISTÉRIO PÚBLICO PRECISA ENTRAR NO CASO E FAZER A RÁDIO COMUNITÁRIA DEVOLVER DINHEIRO PÚBLICO RECEBIDO.

DUVIDO QUE ESSE DINHEIRO ESTEJA NA CONTA DA RÁDIO COMUNITÁRIA!!!

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90