POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

Deputado baiano que sonegou e empregou fantasma é investigado pelo TRF

O deputado estadual Roberto Carlos Almeida Leal (PDT) e mais onze pessoas foram acusadas pela Procuradoria Regional da República por crimes de peculato, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O caso gerou uma investigação da Polícia Federal (PF) denominada “Detalhes” que começou em abril de 2012. Agora, a PF ofereceu a denúncia ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (no Distrito Federal).

Por meio de nota, a PF lembrou ainda que doze mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Juazeiro (BA), Petrolina (PE), Uauá (BA) e Salvador (BA). Nesta última, as ações foram no Setor de Recursos Humanos e no gabinete do deputado na Assembleia Legislativa da Bahia. Veja um trecho da nota oficial:

(...) À época, a PF constatou esquema de desvio de dinheiro público na Assembleia Legislativa da Bahia, perpetrado através da nomeação de assessores parlamentares que não desempenhavam efetivamente suas funções (funcionários “fantasmas”). Tais assessores, também denunciados pela Procuradoria Regional da República, recebiam e desviavam seus vencimentos para o parlamentar e/ou para pessoas a ele ligadas (esposa, irmão e filho do deputado), através de saques e/ou transferências diretas. (...)
Ainda no documento, os vencimentos recebidos servidores “fantasmas” variavam de entre R$ 3.000,00 e R$ 8.000,00 por mês. 

Fonte de informação Bocão News
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!