Top Ad 728x90

TV ITIÚBA/ITIUBENSE

7 de março de 2015

Advogado escreve receita de pamonha para provar que juiz não lê os processos

RTEmagicC_advogado_texto_pamonha_txdam255853_34af2e.jpg-a60a408c34
“Nossas petições nunca são lidas com a atenção necessária.
A maior prova disso será demonstrada agora”, disse ele no texto.
Uma matéria publicada pelo portal JusBrasil ganhou grande repercussão nas redes sociais nas últimas semanas. O motivo foi o protesto inusitado que uma advogado, que não se identificou, usou para provar que juiz nenhum lê os autos. Segundo a publicação, ele disse que ficava intrigado sobre a forma com que os estudantes escreviam as redações do ENEM. “Quando eu via as notícias de que um estudante havia escrito o modo de preparo de um macarrão instantâneo na redação do ENEM eu achei que seria o máximo que alguém poderia fazer, mas aí um cara escreveu o hino do Palmeiras.Em um delírio, eu pensei, será que algum advogado, um dia teria coragem de escrever isso em uma petição. “Nossas petições nunca são lidas com a atenção necessária. A maior prova disso será demonstrada agora, pois se somos tratados como pamonhas, nada mais justo do que trazer aos autos a receita desta tão famosa iguaria. Rale as espigas ou corte-as rente ao sabugo e passe no liquidificador”, diz um trecho da petição do advogado que não quis se identificar”, escreveu. Ele resolveu, no meio de um petição ele colocou o passo-a-passo da receita de pamonha. E o pior: o texto passou ‘despercebido’ pelo juiz.

Confira o texto na íntegra:

“Senhores julgadores, espero que entendam o que faço nestas pequenas linhas, e que não seja punido por tal ato de rebeldia, mas há tempos os advogados vem sendo desrespeitados pelos magistrados, que sequer se dão ao trabalho de analisar os pleitos que apresentamos. Nossas petições nunca são lidas com a atenção necessária. A maior prova disso, será demonstrada agora, pois se somos tratados como pamonhas, nada mais justo do que trazer aos autos a receita desta tão famosa iguaria. Rale as espigas ou corte-as rente ao sabugo e passe no liquidificador, juntamente com a água, acrescente o coco, o açúcar e mexa bem, coloque a massa na palha de milho e amarre bem, em uma panela grande ferva bem a água, e vá colocando as pamonhas uma a uma após a fervura completa da água, Importante a água deve estar realmente fervendo para receber as pamonhas, caso contrário elas vão se desfazer. Cozinhe por mais ou menos 40 minutos, retirando as pamonhas com o auxílio de uma escumadeira.”

VIA BLOG FERRAZ E O POVO

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90