Top Ad 728x90

TV ITIÚBA/ITIUBENSE

28 de abril de 2015

Deputado estadual David Rios (PROS-BA) pede recuperação da rodovia entre Mutuípe e Amargosa.

DAVID RIOS
A recuperação do trecho da BA-540, que liga os municípios de Mutuípe a Amargosa, no Vale do Jiquiriçá, foi solicitada ao governo do Estado, em indicação apresentada na Assembleia Legislativa pelo deputado estadual David Rios (PROS/BA).

Em péssimo estado, devido ao grande número de buracos na pista, o trecho da rodovia tende a piorar com o período de chuvas que se aproxima, caso os reparos não sejam logo executados, como temem motoristas de automóveis, ônibus, caminhões e carretas que trafegam pelo local.

David Rios torce para que a recuperação ocorra antes dos festejos juninos, já que Amargosa é um dos mais concorridos destinos do São João na Bahia, “até para prevenir acidentes na época mais movimentada do referido trecho rodoviário”. Ainda no que se refere às rodovias baianas, o parlamentar demonstrou preocupação com a extinção do Departamento de Infraestrutura Rodoviária da Bahia, o antigo Derba, responsável pela manutenção e conservação de quase 20 mil kms da malha rodoviária da Bahia e substituído pela Superintendência de Infraestrutura de Transportes (SIT), no bojo da reforma administrativa do governador Rui Costa.

“Com quase 100 anos de serviços prestados, o Derba detinha experiência e tecnologia na manutenção e conservação das nossas estradas, agindo rápido no momento em que acionado. Agora, os serviços deverão ficar sob a responsabilidade de empreiteiras e empresas terceirizadas, que segundo alguns especialistas em engenharia rodoviária vão cobrar bem mais caro”, observou David Rios.

Um desses especialistas é o engenheiro civil Nilton Bordes Ramos, gerente geral da Sociedade Assistencial dos Servidores do Derba (Sasderba), para quem “a extinção do Derba vai provocar o aumento dos pontos de cobrança de pedágio nas rodovias de maior tráfego e a má qualidade nos serviços de manutenção e conservação das rodovias, pois as grandes empreiteiras não vão se interessar por trechos pequenos, como que liga Mutuípe a Amargosa”.

De acordo com o engenheiro, 3 mil dos 19.089,50 km da malha rodoviária baiana estão esburacados e necessitando de reparos imediatos, “sem contar que, com as fortes chuvas que se aproximam, essa extensão vai aumentar, se até lá nada for feito”.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Bahia

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90