Top Ad 728x90

TV ITIÚBA/ITIUBENSE

16 de junho de 2015

"TENHO MEDO DE MORRER", DIZ GAROTA ATINGIDA POR PEDRADA AO SAIR DE CULTO DE CANDOMBLÉ

A garota de 11 anos que ficou ferida após levar uma pedrada na cabeça enquanto deixava um culto de candomblé no Rio de Janeiro afirmou, nesta terça-feira (16), que a partir de agora quer esconder de todos sua religião.  "Continuo na religião, nunca vou deixá-la. É a minha fé. Mas não saio de mais de branco. Nem no portão eu vou. Estou muito, muito assustada. Tenho medo de morrer. Muito, muito medo", contou em entrevista ao Jornal Extra.

De acordo com a avó da menina, Kátia Marinho, 53, que iniciou campanha nas redes sociais contra a intolerância religiosa e estava presente no momento da agressão, a garota tem se mantido muito reservada e nesta quarta-feira (17) iniciará um acompanhamento psicológico em uma ONG.

Ainda de acordo com ela, a neta foi criada dentro do candomblé, costumava frequentar a escola com as roupas usadas nos rituais e nunca havia sofrido preconceito.  "Fico assustada com esse mundo em que estamos vivendo. É homofobia, preconceito contra negros, contra religião... Como é que a gente vai continuar vivendo assim?".
Agressão

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90