POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

Em vídeo, Paulo Roberto Costa dá declarações horripilantes. Cadê Janot?

Por um décimo disto que veremos no vídeo ao final deste post, Rodrigo Janot abriu inquérito contra Eduardo Cunha. Divulgado pela primeira vez ao público, o vídeo mostra o quão escabrosas foram as delações de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobrás.

Ele afirmou ter medo do PT, chegando a citar o caso de Celso Daniel. Aproveitou para lembrar que a atual presidente da Caixa Econômica, Miriam Belchior, é ex-esposa do falecido (eu havia até me esquecido disto). Como Costa afirma, ela não sabe bulhufas de sua pasta, e nem mesmo do que seu cargo exigia quando ela foi Ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão. Em tempo: Costa diz que nos bastidores todo mundo sabe que o mandante do assassinato é o PT.

Alias, o PT andou promovendo atos cínicos “em defesa da Petrobrás”. Como veremos nas palavras de Costa, o governo está deliberadamente “matando a Petrobrás”. Mas isto que trouxe aqui é só a ponta do iceberg do que está no vídeo.

Mas ao que parece o medo de morrer de Costa não importa a Janot, mesmo que nesta semana o procurador geral de Dilma tenha feito seu cirquinho apregoando “o medo de Julio Camargo” (quanto a Eduardo Cunha). Empregados de socialistas parecem não se preocupar com a vida dos que são ameaçados pelos seus chefes, mas ao mesmo tempo demonstram preocupação exacerbada quando alguém não demonstra motivos para ter medo de outro, mas está dizendo algo a favor de seus chefes. Que vergonha, Janot, que vergonha.

Veja o vídeo:

ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!