POLICIAL

[POLICIAL][threecolumns]

POLÍTICA

[POLÍTICA] [threecolumns]

ANUNCIANTES

EMBASA E INEMA quebram barragens clandestinas que impediam água de Ponto Novo chegar a manancial que abastece Queimadas e Santaluz

Barramentos clandestinos foram encontrados em propriedades rurais dos municípios de Queimadas e Itiúba | Foto: Notícias de Santaluz
No sábado (21) e domingo (22), equipes da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) retiraram cerca de 20 barramentos clandestinos encontrados em propriedades rurais dos municípios de Queimadas e Itiúba. As ações foram acompanhadas por técnicos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e policiais militares de Queimadas e da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) do 6º Batalhão de Polícia Militar de Senhor do Bonfim.
img_0120
Ação da Embasa foi acompanhada por policiais militares e fiscais do Inema | Foto: Notícias de Santaluz.
Segundo informações apuradas pela reportagem, as irregularidades foram identificadas pela empresa após a liberação, na sexta-feira (13), de água da Barragem de Ponto Novo, localizada em Itiúba, para a Barragem Leste, que fica em Queimadas e encontra-se em estado crítico de captação de água devido à estiagem. A água que seria utilizada para o abastecimento emergencial dos municípios de Queimadas e Santaluz estava sendo captada clandestinamente pelas barragens construídas nas propriedades vistoriadas e até o último sábado (21) não havia chegado a adutora da Leste, utilizada como manancial de abastecimento para as duas cidades.
img_0118
Barragens clandestinas impediam que água de Ponto Novo chegasse a manancial que abastece Queimadas e Santaluz | Foto: Notícias de Santaluz
Conforme foi apurado ainda pela reportagem, os responsáveis pelas propriedades onde foram encontradas as irregularidades foram multados pelo Inema. As vistorias foram suspensas neste domingo no distrito de Espanta Gado, em Queimadas, e devem recomeçar nesta segunda-feira (23) até o povoado de Ponto Novo, em Itiúba. A reportagem tentou contato com a Embasa,  mas, até esta publicação, não havia obtido êxito.

Notícias de Santaluz
ANUNCIE AQUI!
ANUNCIE AQUI!
A N U N C I E A Q U I
ANUNCIE AQUI!