Top Ad 728x90

TV ITIÚBA/ITIUBENSE

8 de março de 2017

, ,

Jaguarari: Pai confessa ter estuprado a filha de 5 anos e está preso no Complexo de Bonfim


Policiais Militares da 3ª CIA de Jaguarari, que atuam no Distrito de Pilar, apresentaram à Delegada Maria Elisa, na manhã desta terça-feira, 07/03 o elemento de nome RODRIGO MANUEL DOS SANTOS de 29 anos, casado, pais de duas meninas: 2 e 5 anos respectivamente, residente na Fazenda Caiçara, zona rural de Pilar-Jaguarari. De acordo com a ocorrência policial, RODRIGO confessou ter estuprado a própria filha de apenas 5 anos de idade na tarde do último sábado, 04/03 e alegou que não sabia o que estava fazendo, pois estava alcoolizado.

Entenda o caso

No último sábado (04/03) a mãe da criança saiu para fazer cobranças e deixou a filha com o pai, Rodrigo Manuel dos Santos. Rodrigo disse ter dado banho na filha, por volta das 16h e em seguida a colocou na cama e praticou a violência sexual, vindo a cessar após perceber que a filha estava com sangramento na região genital e estar chorando. Para evitar que a sua esposa e mãe da criança percebesse, Rodrigo lavou a mancha de sangue do colchão e colocou um lençol por cima. Já a mãe disse que chegou em casa por volta das 17h e a filha dormia, vindo a acordar em torno das 19h e teria dito que estava com dor de cabeça chegando a ser medicada com analgésico pela mãe que afirmou não ter notado nada de estranho na filha. No domingo (05/03), segundo descreveu a mãe, a criança acordou se queixando de dores de cabeça e a mãe percebeu que ela estava com febre, sendo novamente medicada com analgésico/antitérmico e inclusive a menina agiu normalmente chegando a brincar com os primos.

Mas foi na segunda-feira (06/03) que a mãe viu a filha acordar com sinais de sangue no short, no colchão e forros da cama. Nesse momento ela pegou a criança e a levou a um dos postos de saúde de Pilar onde teria sido orientada a retornar na terça-feira já que se tratava de uma criança e a pediatra atenderia na data em tela. Ela foi pra casa e continuou medicando e filha que seguia com dores de cabeça, com febre e sangramento.

Conforme disse ter sido orientada, retornou na terça-feira (07/03) a unidade de saúde sendo, desta vez, atendida pela enfermeira Edenice que após fazer a triagem na criança a encaminhou para a pediatra que constatou que a genitália da criança estava com uma enorme dilaceração e com forte odor, resultado de um processo infeccioso. O CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social foi chamado e este, por sua vez, pediu o apoio da Polícia Militar através do Cabo Félix e sua guarnição. O pai e autor da violência sexual, demonstrou comportamento suspeito e foi impedido de fugir pela PFEM Tânia, vindo em seguida confessar o delito, motivo que fez com que os Policiais o apresentasse à Delegada Maria Elisa na delegacia de Jaguarari.

Quando interrogado, após as demais testemunhas, Rodrigo Manuel confessou ter cometido o crime contra a filha, mais uma vez alegando estar sob o efeito do álcool. Como já não havia mais o flagrante, devido o prazo decorrido, Maria Elisa abriu Inquérito Policial, diante da confissão, provas testemunhais e o visível estado de saúde da criança e solicitou a prisão preventiva do acusado à Juíza Dra. Maria Luiza Cavalcanti que atendeu ao pedido. O infrator responderá pelo crime de estupro de vulnerável (violência sexual contra menor de 14 anos), a princípio, tipificado no Código Penal, Artigo 214A com previsão de pena de reclusão entre 8 a 15 anos.
O Inquérito aberto irá apurar se houve alguma tentativa da mãe em ocultar o crime e também se houve alguma negligência no (possível) atendimento prestado à criança na primeira tentativa da mãe na segunda-feira.
A Delegada irá aguardar o laudo médico já que a menor foi encaminhada para uma unidade hospitalar de Juazeiro, devido ao forte odor e ao lesão na região perianal e a infecção que põe em risco grave a saúde da criança. Ainda será avaliado o estado psíquico, pois a criança apresentava comportamento atípico, chegando a bater na Delegada repetindo a frase que tinha caído de uma árvore em cima de um pau de umbuzeiro e teria ferido a sua virilha e que seu pai não era assassino e sua mãe não era bandida.

A mãe foi ouvida e liberada, por não ter ficado claro a tentativa de ocultar o fato e por ter sido diligente em busca de cuidar da saúde da filha, mas não estar descartada a possibilidade de ser enquadrada, pois o Inquérito está apenas começando, que será investigado se houve mais algum outro ato de estupro, se a mãe teria percebido antes, mas não teria tomado providências.

Tentamos falar com o acusado, mas este apenas disse que a sua imagem já estava bastante gastada e que todos já estavam sabendo do seu ato através das redes sociais.

Rodrigo foi encaminhado para o Complexo Policial de Senhor do Bonfim onde ficará preso à disposição da Justiça.

Jaguararionline

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90