Top Ad 728x90

TV ITIÚBA/ITIUBENSE

20 de novembro de 2017

,

Policia Federal cria programa capaz de vasculhar celulares e computadores com pornografia infantil


Perítos da Polícia Federal desenvolveram e primoraram uma ferramenta forense com capacidade de identificar, em poucos minutos, imagens e vídeos com conteúdo pornográfico infantojuvenil arquivados com suspeitos de pedofilia. A informação é do UOL.

A NuDectective, nome da ferramenta, auxilia operações com a busca de arquivos de pornografia com imagens de crianças e pré-adolescentes, ainda no local do crime, durante o mandado de busca e apreensão.

O programa atua fazendo análises de imagens, que foi a ideia original para concepção da NuDetective, atua como um detector de nudez. Em um primeiro momento, o software detecta automaticamente imagens por meio de técnicas de identificação de pixels de pele e de geometria computacional. Depois disso, o NuDetective verifica o nome dos arquivos a fim de detectar as expressões de pedofilia mais comuns.


Em seguida, o programa realiza uma comparação entre o valor hash - a impressão digital do arquivo - com uma lista de valores de arquivos ilegais. A última etapa é o cálculo da amostra ideal e extração de frames de vídeos, realizando a detecção de nudez nos frames a partir dos algoritmos utilizados pela análise de imagem, o que permite a identificação de vídeos de pornografia infanto juvenil.

O engenheiro Pedro Monteiro da Silva Eleutério, de 40 anos, que criou o programa em parceria com o cientista da computação Mateus de Castro Polastro, de 37, diz que o suspeito não precisa compartilhar as imagens para responder criminalmente, basta ter fotografias e filmes que exponham crianças para ser responsabilizado.

Depois da novidade, os peritos já identificaram vídeos e fotos de abuso até de bebês com menos de um ano de idade. Em computadores de pessoas interessadas neste tipo de conteúdo, geralmente existem fotografias e vídeos de crianças de ambos os sexos e idades antes da puberdade.

Conforme a Polícia Federal, no geral, essas pessoas possuem muitos arquivos ilícitos, que podem variar de cem a 5.000 imagens de crianças. Outro dado da Polícia, e que desaponta o senso comum, é a de que meninas são tão procuradas quanto meninos por pedófilos. Os arquivos de pornografia infantojuvenil incluem meninos na mesma proporção.

A ideia do NuDetective surgiu devido à mudança do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 2008, que tipificou como crime a posse de arquivos de pornografia infantil.

A taxa de sucesso do programa é de 95% de detecção de fotografias e de 85% para vídeos com imagens de pedofilia.

0 Comentários:

Postar um comentário

COMENTE AQUI!!!

Top Ad 728x90